Economia

Santander oferece serviço médico gratuito a todos os clientes

O acesso ao serviço médico é feito através da App SafeCare Saúde, está disponível até 30 de junho e abrange consultas médicas e despiste de sintomas do Covid-19 sem sair de casa. Estão abrangidos todos os clientes, mesmo quem não tenha qualquer seguro do banco

João Cipriano

20-03-2020

O Santander em Portugal quer "assegurar uma maior segurança e proteção dos Clientes face ao Covid-19", por isso vai disponibilizar a todos os seus clientes, mesmo os que não tenham qualquer seguro no banco, de forma gratuita e até 30 de junho, "o Serviço Médico Online, através da App SafeCare Saúde da Aegon Santander".

Trata-se de uma aplicação que o cliente pode descarregar e que vai permitir ter "consultas médicas, despiste de sintomas e obter informações, por telefone ou videochamada, todos os dias durante 24h e sem sair de casa". O objetivo é claro: evitar o risco de contágio do coronavirus.

Feita a avaliação médica através desta aplicação, o cliente Santander pode receber por SMS ou e-mail "a prescrição médica do teste de despiste ao Covid 19", se for caso disso. Havendo casos suspeitos, estes serão "redirecionados para a linha SNS24 (Serviço Nacional de Saúde), seguindo as orientações da Direção Geral de Saúde".

Para que possam aceder" basta instalarem a App SafeCare Saúde no smartphone ou tablet", explica o Santander e é destinado a todos os clientes mesmo os "que não tenham qualquer Seguro de Proteção Santander".

Reforço para os clientes com seguro

Adicionalmente, para os clientes que têm seguro de proteção, o banco reviu as garantias, alargando o seu àmbito e o acesso a mais serviços sem quaisquer custos adicionais.

No Seguro SafeCare Saúde (módulos 2 e 3) "serão abrangidas as despesas médicas associadas ao COVID-19 e o teste de despiste por prescrição médica será gratuito", diz a instituição.

No Plano Proteção Ordenado, "a gripe provocada pelo Covid-19 é considerada na incapacidade temporária por doença dos trabalhadores independentes"

E nos seguros de vida, "o Covid-19 será aceite no âmbito da cobertura de morte", aliás como é na maioria das seguradoras portugueses.

Já nos seguros de vida associados ao crédito à habitação e ao crédito pessoal, com as coberturas complementares de Proteção ao Crédito e Desemprego, o Covid-19 está incluído em "incapacidade temporária para o trabalho por doença dos trabalhadores por conta de outrem", assim como hospitalização e incapacidade temporária para o trabalho por doença dos trabalhadores independentes".