Sociedade

Ligação entre Portimão e Tânger em risco de não sair do papel

LUIS FORRA/Lusa

Falta de meios de segurança justifica impasse na criação da rota prevista para este verão

25-07-2021

A ligação de ferry entre Portimão e Tânger, em Marrocos, anunciada pelo governo marroquino para este verão e estudada há três anos, está em risco. O jornal Público adianta que há falta de meios de garantia de segurança, em especial do SEF, GNR, PSP e até da Autoridade Tributária, que atrasa o lançamento.

Segundo o Público, o SEF acredita que a ligação marítima traz riscos para a segurança interna numa rota com sobreposição de rotas marcadas pelo tráfico de droga e de pessoas. Mesmo o porto de Portimão precisaria de melhores condições e de uma infraestrutura mais bem preparada para receber os transportados nesta ligação marítima. Aliás, a administração dos Portos de Sines e do Algarve disse ao jornal que “ainda não é possível confirmar se a ligação será estabelecida”.

A ligação a Portugal estava prevista pelo governo marroquino para este verão, juntando-se às ligações que já tem aos portos de Marselha (França) e Génova (Itália). Seria uma forma de compensação o fim das viagens para Espanha (o país excluiu os portos espanhóis de Algeciras, Tarifa, Motril, Málaga, Almeria e Ceita das suas rotas marítimas).

O Governo – tanto o Ministério das Infraestruturas como o Ministério da Administração Interna – não fez comentários ao Público.