Exclusivo

Política

Reforma eleitoral do PSD pode pôr pequenos partidos em risco

Rui Rio levantou a ponta do véu sobre reforma do sistema eleitoral nas jornadas parlamentares em Portalegre
tiago miranda

Proposta deverá ser apresentada em julho. Partidos pequenos poderão ter mais dificuldade em eleger. Mas o PS não deve alinhar

26-06-2021

É uma revolução no sistema eleitoral, mas sem ser preciso mudar a Constituição. O PSD está a finalizar uma proposta de revisão do sistema eleitoral que vai passar pela redução do número de deputados e por uma reconfiguração dos círculos eleitorais: os círculos maiores, como Lisboa e Porto, deverão ser divididos e irão perder deputados, enquanto os círculos mais pequenos deverão ganhar pelo menos um. O objetivo é, por um lado, manter a proporcionalidade e, por outro, aumentar a representatividade do interior e “aproximar eleitos de eleitores”. Mas pode prejudicar os partidos mais pequenos.

A proposta já constava do programa eleitoral do PSD para as legislativas e, sabe o Expresso, deverá ser materializada até “meados de julho”. Uma versão intermédia foi já apresentada à Comissão Política Nacional do partido, e a ideia passa por pôr o projeto em discussão pública ainda antes de dar entrada na Assembleia da República.