Exclusivo

Opinião

A geringonça formou-se no ódio, termina no ódio

É para lá de triste: a geringonça, que se formou devido ao ódio e à intolerância contra a direita, termina agora num reforço do ódio entre esquerdas. É triste, mas era expectável, tal como foi dito e redito em 2015 pelos adversários desta solução

26-10-2021

A herança da "geringonça" é um desastre absoluto, quer para a esquerda, quer para a democracia em geral. O sistema político está mais conflituoso, mais irascível, mais imprevisível. E tudo foi feito porque as esquerdas foram incapazes de engolir o orgulho em 2015. Submersas na sua presunção de superioridade moral, assumiram sempre que era impossível Passos vencer em 2015. Passos porém venceu e, naquele momento de despeito, as esquerdas fizeram o que nunca tinham feito: sentaram-se à mesa. Só que essa mesa era de ódio e despeito (contra Passos, contra a direita), não era uma mesa de partilha e aliança.