Exclusivo

Opinião

Fixe esta palavra, “multifatorial”

O Natal foi há muito tempo, o verão está aí, a vacinação corre bem e a “bazuca” vai chegar. Take it easy. É tudo multifatorial

28-05-2021

Com Lisboa em risco de ter que voltar a fechar, o léxico da Direção-Geral da Saúde (DGS)refinou-se. Não, não tem nada a ver com o Sporting, porque as causas de Lisboa estar a um passo de regredir no desconfinamento são “multifatoriais”. A DGS até só tem 20 registos de infeção covid relacionadas com o festão do Campeonato. A culpa é dos hostels do Intendente, dos poucos turistas que andam por Alfama, dos jovens que se juntam no Bairro Alto e de “movimentos pendulares e contactos familiares” (versão do secretário de Estado, Lacerda Salles). Quanto ao que aquele senhor (parece que é epidemiologista) chamado Carmo Gomes, que passámos a tratar por tu e que costuma ser um bocado pessimista, avisou no dia a seguir à onda verde, foi manifestamente exagerado. Dizia ele que era urgente minimizar as consequências do que se viu em Lisboa há 15 dias, com testagem massiva concertada entre o Sporting e as autoridades de Saúde. Mas se a causa para os números terem disparado é multifatorial para que é que se há de estar a chatear os adeptos?