Internacional

Espanha. Felipe González não poupa camaradas do Governo

González chefiou o PSOE entre 1979 e 1997 e o Governo de 1982 a 1996
Aitor Alcalde/Getty Images

Ex-governante repudia aprovação do orçamento com votos de separatistas e responde à líder parlamentar do PSOE

29-11-2020

Felipe González não se cala. O antigo primeiro-ministro socialista (1982-1996) critica a estratégia de alianças do Governo de Pedro Sánchez, por incluir entendimentos com independentistas bascos e catalães. Quinta-feira respondeu na rádio Onda Cero à líder parlamentar do Partido Socialista Operário Espanhol (PSOE, centro-esquerda), que lhe pedira para dar espaço a uma nova geração: “Se alguém me mandar calar afirmando ser socialista, sei que não é socialista.”

Adriana Lastra afirmara, face a críticas de históricos do partido sobre os pactos com os separatistas: “Ouço sempre os mais velhos com muito respeito, mas vivemos outro tempo e somos de outra geração. Agora é a nossa vez.” Lastra é próxima de Sánchez, sendo de crer que a sua intervenção tenha o aval daquele. O Expresso tentou em vão obter uma reação do Governo espanhol.

Para continuar a ler este artigo clique