Economia

Humberto Delgado precisa de obras “já” para aumentar a fluidez, diz Pedro Nuno Santos

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, disse que o novo aeroporto “vai demorar" e que as obras no atual aeroporto de Lisboa “vão permitir aumentar a fluidez da operação aeroportuária”

TIAGO MIRANDA

O ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nuno Santos, disse, esta quinta-feira, que o aeroporto Humberto Delgado, em Lisboa, precisa de obras “já” para aumentar a sua fluidez, tendo em conta que o novo aeroporto “vai demorar”.

No final do Conselho de Ministros, o governante admitiu que “o novo aeroporto vai demorar”, mas que há “urgência já hoje” e que “as obras na Portela [Humberto Delgado], não permitindo aumentar a capacidade do aeroporto, vão permitir pelo menos aumentar a fluidez do funcionamento da operação aeroportuária”, indicou.

O governante garantiu que assim se irá conseguir “ganhos do ponto de vista de atrasos” com um “investimento que aumentará o conforto do passageiro”.

Esta iniciativa “implica investimento e implica alterar as bases da concessão” com a ANA - Aeroportos de Portugal, detida pelo grupo Vinci, referiu, indicando que é nesse quadro que é possível "chegar a um valor" para este investimento, chegando a um "entendimento" com a concessionária.

Economia