Cultura

O selo postal mais histórico de sempre (o primeiro de todos) vai ser leiloado em dezembro

O leilão ajuda a lembrar a importância que estes "diamantes de papel" (como alguém lhes chamou) tiveram na forma como o mundo comunica

O primeiro selo do mundo vai ser leiloado pela Sotheby`s em dezembro
EPA

26-10-2021

Até meados do século XIX, enviar correspondência podia sair bastante caro, com o preço dependente da distância, e quem pagava era o destinatário, o que gerava todo o tipo de situações complicadas. Foi assim até um deputado escocês britânico, Robert Wallace, decidir tentar mudar radicalmente o sistema.

O homem a quem recorreu foi Rowland, um professor e reformista social que já antes tinha dado contribuições importantes para mudar o sistema de ensino. Após um estudo detalhado do problema, Hill concluiu que a solução era fazer com que o envio das cartas fosse pago previamente, certificando o pagamento por meio de um selo. Assim nasceu o sistema de dura até hoje.

O primeiro selo de todos, emitido em 1840, foi o Penny Black. O nome refere-se ao seu baixo custo (um penny) e ao design: a imagem da Rainha Vitória muito jovem sobre um fundo preto. O conceito foi o de garantir que uma carta pudesse ser enviada a baixo custo, e sempre igual, para qualquer parte do país, desde que o seu peso não ultrapassasse 14 gramas.

Raridade do selo pode garantir ao seu dono arrecadar até 7 milhões de euros

O selo teve um enorme sucesso e mais de 68 milhões foram impressos, dos quais ainda existem 1,3 milhões. Mas cópias da primeira emissão são extremamente raras, e da primeira folha dessa emissão ainda o são mais. Que se saiba, existem apenas três, das quais duas se encontram no Museu Postal Britânico e a terceira vai ser leiloada em dezembro, segundo acaba de anunciar a Sotheby's.

Dada a raridade do selo e o seu valor histórico, estima-se que a venda possa atingir algures entre 4,75 e 7,13 milhões de euros, um valor muito superior ao que o seu atual proprietário, um empresário e filatelista, pagou por ele há dez anos, quando ainda não estava devidamente certificado - processo que lhe levou três anos a realizar.

O selo leva a referência 1A na parte de baixo, indicando que provêm da primeira folha desses selos a ser impressa. Numa declaração citada pela Reuters, o chefe da divisão de Tesouros da Sotheby's disse: "Este é o primeiro selo de sempre, o precursor de todos os selos, e sem dúvida a mais importante peça de história filatélica que existe. Embora haja muitos selos extremamente importantes em coleções públicas e privadas pelo mundo fora, este é o selo que iniciou o sistema postal tal como o conhecemos".

O selo está pegado a um documento do arquivo de Robert Wallace, com data de abril de 1840. Um mês depois os primeiros Penny Black entraram em circulação, e com isso fez-se história. Agora volta-se a fazer, a outro nível e sem as consequências que a invenção dos selos teve para o mundo inteiro.