Coronavírus

Covid-19. Voos comerciais regressam ao Porto, frequência em Lisboa aumenta

18-05-2020

Rui Duarte Silva

Nesta segunda-feira assinalou-se o reinício dos voos com regularidade

O Aeroporto Francisco Sá Carneiro, no Porto, retomou uma certa normalidade com o regresso dos voos internacionais. A TAP, a alemã Lufthansa, a francesa Air France e a suíça Swiss aterraram esta segunda-feira no Porto e vão passar a voar para o aeroporto Francisco Sá Carneiro de forma regular. A TAP não voava para esta cidade desde abril.

Com os voos que arrancam esta segunda-feira no Porto, haverá 10 voos semanais, quando numa semana normal existiriam 60 voos diários. A Swiss foi a única companhia internacional que nunca deixou de voar para o aeroporto Francisco Sá Carneiro. Em Lisboa vão ser atingidos 13 voos diários - em maio o aeroporto Humberto Delgado estaria nesta altura com 220 diários.

"É muito positivo este regresso das companhias internacionais ao Porto porque é um sinal de confiança. Há uma dinâmica que se cria com o aumento da frequência e que é relevante para a retoma da normalidade", diz ao Expresso o presidente da Groundforce, Paulo Leite Neto.

O gestor avançou, em entrevista ao Expresso, publicada na semana passada, que "mais de metade das companhias aéreas que operam em Portugal está a preparar-se para regressar aos aeroportos portugueses no início de junho. Foi manifestado interesse por 18 das 30 companhias que regularmente voam para Portugal, esclareceu o presidente da empresa de handling.

Os voos previstos pela TAP

Porto: três voos por semana;
Funchal: três voos por semana;
Londres: dois voos por semana:
Paris: dois voos por semana;
Ponta Delgada: dois voos por semana;
Terceira: dois voos por semana;
Rio de Janeiro: um voo por semana;
São Paulo: dois voos por semana.

Os voos previstos até ao final do mês de maio pelas restantes companhias

. Azul: um voo por semana (somente de repatriamento);
. KLM: sete voos por semana (passou a diário desde dia 11), nunca deixou de voar;
. Air France – sete voos por semana (passou a diário desde dia 11), nunca deixou de voar;
. Bristish Airways – três voos por semana (até ao fim de maio), nunca deixou de voar (mas cancelou uma série de voos);
. Lufthansa: sete voos por semana, nunca deixou de voar;
. Swiss: três voos por semana, nunca deixou de voar;
. SATA: sete voos por semana (cargueiro).